Logo

Notícias

Home

Notícias

Formação de um ciclone extratropical deixa o Sul do Brasil em alerta

Publicada por Thalyta Araújo em 02/05/2022
Tags:

Formação de um ciclone extratropical deixa o Sul do Brasil em alerta

A primeira semana de maio 2022 no Sul do Brasil será preocupante decorrente a formação de um ciclone extratropical que vai trazer ventania, chuva intensa, volumosa, acompanhada de raios e consequentemente transtornos como quedas de árvores, alagamentos em centros urbanos, deslizamentos de terra, destelhamentos, interrupção de fornecimento de energia elétrica, etc.

Você sabe a diferença entre os ciclones tropicais, subtropicais e extratropicais? Tem algum que é comum no Brasil? Confira a notícia

Alerta para de ciclone extratropical

Os transtornos estarão associados com a formação de um ciclone extratropical e uma frente fria entre a região Sul do Brasil e o Paraguai.  Esse sistema começa a se organizar na noite desta segunda-feira (02), mas é na terça-feira (03) que o ciclone extratropical estará formado sobre áreas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.

Na quarta-feira (4), o ciclone deve se intensificar enquanto avança para o litoral de divisa entre esses estados.

O ciclone extratropical ainda estará próximo ao litoral do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina na quinta-feira (05) e no decorrer do sexta-feira (06) a expectativa é que este sistema se afaste para o alto mar.

Praia Grande/SC

Inclusive as chuvas intensas aumentaram muito uma corredeira e um rio de Praia Grande. O local estava em alerta para tromba d"água. Todas as informações estão na notícia, inclusive mostrando o local em um dia sem chuva. A diferença é muito grande! Confira:

Clique na imagem abaixo para ver o vídeo exclusivo:

Frio

O ar frio de origem polar volta a se espalhar sobre a Região Sul do Brasil depois do afastamento do ciclone extratropical, ela segue para o oeste dos estados, causando uma acentuada queda de temperatura nos dias 6 e 7 de maio.

A presença do ciclone extratropical irá causar vento forte sobre o oceano, na região entre Santa Catarina e Rio Grande do Sul, deixando o mar bem agitado.

A tendência é que o ciclone extratropical avance para o alto mar, grandes ondas vão se espalhar pelo litoral da Região Sul do Brasil causando ressacas, e alcança também o litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Alerta de chuva volumosa

As pancadas de chuva, raios e ventos, já são aguardados nestas primeiras semanas de maio em boa parte da Região Sul. Com a formação do ciclone extratropical gera uma circulação de ventos, em diferentes níveis da atmosfera, estimulando grande acúmulo de nuvens carregadas entre o sul de Santa Catarina e o nordeste do Rio Grande do Sul.


Nas áreas como o litoral sul catarinense, a região serrana do Rio de Grande do Sul e de Santa Catarina e o litoral norte gaúcho, o volume de chuva acumulada entre os dias 3  e 5 de maio pode alcançar valores entre 200 mm e 300 mm.

Para a região de Grande Florianópolis,  por exemplo, a estimativa inicial é entre 100 mm  e 200 mm, para período  entre o dia 3 e 5 de maio. Na grande Porto Alegre, os volumes de chuva são menores, mas ainda são preocupantes, devendo ficar entre 50 a 100 mm.

Em Curitiba, não deve sentir a chuva tão intensa e volumosa as outras capitais.

Alerta para ventania

A formação de nuvens cumulonimbus, a circulação da baixa pressão atmosférica, associadas ao ciclone, deve provocar rajadas de vento intensar no sul do Brasil nesta primeira semana.

Para região de Porto Alegre e o litoral norte do Rio Grande do Sul, a região serrana gaúcha e catarinense, e a grande Florianópolis, a expectativa é que ocorram rajadas de vento de 70 a 10 km por hora, de forma frequente entre os dias 3 a 5 de maio quando o ciclone extratropical estará se formando.

Na quarta-feira (04) e quinta-feira (05) as rajadas de vento podem alcançar velocidade entre 100 km/h e 130 km/h, nas áreas serranas entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, no litoral norte gaúcho e no litoral sul de Santa Catarina.

Em outras localidades das regiões sul, as rajadas podem ficar entre, variando de 40 a 70 km/h. Sexta-feira (06), a expectativa é que a ventania diminua rapidamente sobre o Sul do Brasil.

Geada e frio

A expectativa é que o frio avance a partir de terça-feira (03), mas as temperaturas mais baixas, que podem contribuir para formação de geada, seria somente entre a sexta-feira (06) e sábado (07), em locais das serras gaúchas e catarinense no Planalto Sul e norte de Santa Catarina e no extremo sul do Paraná. No entanto, sem tendência para geada severa. Com informações da Climatempo.

Últimos vídeos

Confira os últimos vídeos registrados pelas câmeras do Clima ao Vivo:

    Clique na imagem abaixo para ver o vídeo exclusivo:

Clique na imagem abaixo para ver o vídeo exclusivo:


Confira as notícias:

Como será o outono 2022 no Brasil? Confira a notícia!
O calor ainda será intenso nas próximas semanas no país
Até o fim de 2100, incêndios florestais podem aumentar 50%


AO VIVO:

Veja mais de 240 câmeras em todo o Brasil


Veja mais:

Últimas cidades ativadas
Últimos meteoros registrados


Youtube

No nosso canal do Youtube você pode conferir vídeos exclusivos de meteoros, tempestades, pancadas de chuvas, nuvens raras, dentre muitos outros fenômenos e eventos naturais e/ou extremos. Inscreva-se e recebe nosso conteúdo exclusivo. 

Clique aqui e acesse nosso canal 


Quer receber conteúdo exclusivo no WhatsApp ou Telegram?

Envie um oi nosso WhatsApp ou Telegram: (37) 99831-0169 ou clique aqui para ser direcionado que vamos te adicionar na nossa Lista de Transmissão para receber conteúdo exclusivo sobre tempo e clima.


Veja AO VIVO através de nossas câmeras como está o tempo em mais de 180 cidades

Câmeras Ao Vivo

© 2022 Clima Ao Vivo.
Todos os direitos reservados. Startup apoiada pela FCJ Participações S.A