Logo

Notícias

Home

Notícias

Fenômeno raríssimo é registrado no Maranhão, veja o arco-íris lunar

Publicada por Samira Avelar em 25/06/2021
Tags:

VEJA MAIS DE 220 CÂMERAS AO VIVO EM TODO O BRASIL  

Arco-íris lunar

Na noite do dia 16 de junho, precisamente às 22:15h, o fotógrafo baiano Rui Rezende registrou com sua câmera um espetacular arco-íris lunar no Parque do Lençóis Maranhenses. E, segundo especialistas, não é um fenômeno fácil de observar e nem de registrar.

O fotógrafo contou que foi surpreendido por uma nuvem, em formato de montanha no céu, enquanto fotografava as estrelas e que só percebeu que era o arco-íris quando havia feito a foto, pois não era perceptível a olho nu.

Rui Rezende, afirmou que nunca tinha ouvido falar sobre esse fenômeno, mesmo com muitos anos de experiência em fotografia. Ele ficou fascinado e não é para menos, olhe que belo registro:

Foto: Rui Rezende / G1

Por que esse fenômeno é raro?

Segundo Marcelo Zurita, presidente da Associação Paraibana de Astronomia (APA) e diretor técnico da Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (Bramon), esse é um fenômeno muito raro de acontecer e mais ainda de se registrar, pois é necessário uma enorme quantidade de gotículas de água no ar para o arco-íris noturno se formar. Além disso, a luz da lua é bem mais fraca que a do sol, por isso dificulta o observador a ver o fenômeno a olho nu.

VEJA CÂMERAS AO VIVO NO MARANHÃO

Muitos fatores favoráveis são necessários

Apesar da foto ter sido registrada na fase da lua cheia, ainda assim a luz emitida por ela é bem mais fraca que a solar, devido a isso o arco-íris lunar tem um brilho muito fraco em comparação com um que se forma durante o dia. Se fosse em outra fase da lua, onde ela fica menor e consequentemente com menos brilho ainda, é muito provável que não daria para registrar, de acordo com informações do Diego Rhamon, astrônomo e bacharel em meteorologia.

Além disso, para ocorrer esse fenômeno a lua deve estar baixa no horizonte, com uma elevação menor que 42°, outro fator que dificulta a observção. Como a lua surge e se põe em horas distintas e muitas vezes esse horário pode ser ainda durante o dia, pode ser outro empecilho. E para finalizar, não é qualquer câmera que poderia captar essa raridade. Como Rui utilizou uma câmera profissional, foi possível que captasse o arco-íris lunar mesmo esse possuindo um brilho muito baixo. Muito provável que um celular não fosse capaz de registrar essa proeza.

Ainda segundo o astrônomo, essa façanha foi mesmo um registro único, além de captar o arco-íris completo ainda conseguiu registrar um arco-íris secundário com céu estrelado e parte dos lençóis maranhenses ao fundo. Um registro e tanto!

VEJA CÂMERAS AO VIVO EM DIVERSAS CIDADES DO NORDESTE

Curiosidade

Rui Rezende passou alguns dias nos Lençóis Maranhenses registrando as belezas da região para um livro que está preparando. Além do Maranhão, vai mostrar belas fotografias da Bahia, Tocantins e Piauí.

Chuva

Aproveitando que estamos falando do Maranhão, confira o último registro que as câmeras mantidas em parceria entre o Clima ao Vivo e a Júpiter Telecom registraram em Imperatriz:

Clique aqui e veja o vídeo exclusivo!

Belezas da natureza

Vários registros lindos da natureza e fenômenos já foram captados pelas câmeras do Clima ao Vivo, clique aqui e confira alguns!

Veja mais:

Últimas cidades ativadas
Últimos registros de meteoro


Youtube

No nosso canal do Youtube você pode conferir vídeos exclusivos de meteoros, tempestades, pancadas de chuvas, nuvens raras, dentre muitos outros fenômenos e eventos naturais e/ou extremos. Inscreva-se e recebe nosso conteúdo exclusivo. Clique aqui e acesse nosso canal 

Quer receber conteúdo exclusivo no WhatsApp e Telegram?

Envie um oi nosso WhatsApp ou Telegram: (37) 99831-0169 ou clique aqui para ser direcionado que vamos te adicionar na nossa Lista de Transmissão para receber conteúdo exclusivo sobre tempo e clima.

Veja AO VIVO através de nossas câmeras como está o tempo em mais de 160 cidades

Câmeras Ao Vivo

© 2022 Clima Ao Vivo.
Todos os direitos reservados. Startup apoiada pela FCJ Participações S.A