Logo

Notícias

Home

Notícias

Brasil completa o primeiro mês de verão com temperaturas elevadas

Publicada por Thalyta Araújo em 21/01/2022
Tags:

Sol, calorão e pancadas de chuva

Nesta sexta-feira (21), completamos um mês de verão, que iniciou em 21 de dezembro de 2021. Assim, o primeiro mês de verão termina com as características típicas desta estação, períodos de sol forte, calorão e pancadas de chuva com raios entre a tarde e à noite em boa parte do país. Com o ar quente e úmido, a formação de nuvens cresce e leva a temporais.

Alerta para temporais no Amazonas, Acre, Rondônia, Pará (oeste), Amapá (litoral), Mato Grosso (oeste), Mato Grosso do Sul (oeste), Minas Gerais (sul), Rio de Janeiro (Médio Paraíba) e São Paulo (Serra da Mantiqueira).

Como fica o fim de semana?

O tempo fica firme, sol predominante, calorão e pancadas de chuva com raios que ocorrem no período da tarde e da noite que podem ser fortes em alguns estados.

Uma frente fria passa pela costa gaúcha, mas segue para o alto-mar, sem força para se espalhar sobre o Rio Grande do Sul.

Veja os recordes de calor nas capitais entre 16 a 19 de janeiro

Quarta-feira (19)
-São Paulo/SP: 33,7 °C recorde de calor para 2022
-Curitiba/PR: 31,6 °C se igualou ao recorde do dia 03/01/22

Terça-feira (18)
-Rio de Janeiro/RJ: 38,2 °C recorde de calor para 2022
-Florianópolis/SC: 34,8 °C recorde de calor para 2022
-Brasília/DF: 29,8 °C recorde de calor para 2022

Domingo (16)
-Cuiabá/MT: 36,8 °C se igualou ao recorde do dia 15/01/22

Temperaturas altas na terra gaúcha

Nas últimas semanas o estado gaúcho tem chamado atenção por suas temperaturas elevadas, já marcando o recorde de cidades mais quentes do Brasil. Confira abaixo a lista:

-Uruguaiana/RS: registrou a maior temperatura no Brasil em 2022, com 42,1 °C
-São Luiz Gonzaga/RS: 41,1 °C
-Alegrete/RS: 40,8°C
-Quaraí/RS: 40,6 °C
-São Gabriel/RS: 39,4°C
-Teutônia/RS: 39,2°C

Dados levantados pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), nesta quinta-feira (20).

Assim, o Rio Grande do Sul completou 9 dias seguidos com temperaturas iguais ou acima dos 40 °C. Com a forte onda de calor que está sobre a região central da América do Sul, leva ao bloqueio das frentes frias, ocasionando temperaturas acima da média normal no estado gaúcho.

A tríplice fronteira com a Argentina e o Uruguai situada na região da cidade de Uruguaiana, vem sendo a recordista nas listas de cidades com temperaturas mais elevadas do país.

Veja os recordes de calor nas cidades do sul entre 16 a 20 de janeiro

Quinta-feira (20)
-Uruguaiana/RS: registrou a maior temperatura no Brasil em 2022, com 42,1 °C

Quarta-feira (19)
-São Luiz Gonzaga/RS: 41,5 °C

Terça-feira (18)
-São Luiz Gonzaga/RS: 40,7 °C

Segunda-feira (17)
Teutônia/RS: 40,2°C

Domingo (16)
Uruguaiana/RS: 41,8 °C

Com o excesso de calor extremo, vale ressaltar alguns cuidados como, hidratar-se frequentemente, usar filtro solar e chapéu, e caso pratique algum esporte, dê preferência aos horários antes das 10h da manhã e depois das 16h da tarde. Com informações da Climatempo. 

Confira as notícias:

Fabuloso meteoro cruza o céu de MG, SP e GO. Veja o vídeo exclusivo!

Alasca registra temperatura mais alta da história para o mês de dezembro
Temperaturas elevadas e registros históricos: onda de calor se espalha sobre a América do Sul


AO VIVO:

Veja mais de 230 câmeras em todo o Brasil


Veja mais:

Últimas cidades ativadas
Últimos meteoros registrados


Youtube

No nosso canal do Youtube você pode conferir vídeos exclusivos de meteoros, tempestades, pancadas de chuvas, nuvens raras, dentre muitos outros fenômenos e eventos naturais e/ou extremos. Inscreva-se e recebe nosso conteúdo exclusivo. 

Clique aqui e acesse nosso canal


Quer receber conteúdo exclusivo no WhatsApp ou Telegram?

Envie um oi nosso WhatsApp ou Telegram: (37) 99831-0169 ou clique aqui para ser direcionado que vamos te adicionar na nossa Lista de Transmissão para receber conteúdo exclusivo sobre tempo e clima.


Veja AO VIVO através de nossas câmeras como está o tempo em mais de 170 cidades

 

Câmeras Ao Vivo

© 2022 Clima Ao Vivo.
Todos os direitos reservados. Startup apoiada pela FCJ Participações S.A